Fale conoscoFacebookYoutubeLinkedin
\ Universidade de São Paulo - Sites > Departamento de Engenharia de Produção == > Eventos > [PRO Indica] 8º Seminário do Núcleo de Estudos de Complexidade

[PRO Indica] 8º Seminário do Núcleo de Estudos de Complexidade

O 8º Seminário do Núcleo de Estudos de Complexidade e Fluxo de Sistemas de Informação ocorrerá na quinta-feira, dia 25 de novembro, às 17h, com o convidado Prof. Dr. Pedro Leite da Silva Dias (IAG-USP).

Para entrar no seminário copie e cole o link a seguir no seu navegador: https://meet.google.com/qhd-saie-hxf,

Sobre esse seminário:

O Nobel de Física em 2021:  reconhecimento do clima terrestre como um sistema complexo

A previsão do estado do sistema climático depende da resolução de um problema de valor inicial baseado no complexo sistema de equações que descreve um fluído geofísico que envolve interações entre várias componentes (atmosfera, oceano, biosfera, criosfera) através de leis de conservação de momentum, energia, massa (incluindo os gases minoritários e aerossóis bastante influentes no balanço de energia). Cada componente do sistema climático é não linear e a interação entre os componentes é, em vários casos, altamente não linear, caracterizando um sistema multiescala e multifísica. Apesar das incertezas na modelagem do sistema climático, enorme progresso foi atingido nos últimos 60 anos com relação à capacidade dos modelos reproduzirem características fundamentais do clima e a previsibilidade já atinge níveis de precisão surpreendentes. O premio Nobel de Física em 2021 foi dividido em duas partes:  (a) pela modelagem física do clima terrestre (Syukuro Manabe e Klaus Hasselmann) e (b) pela descoberta da interação de desordem e flutuações nos sistemas físicos de escala atômica até planetária (Giorgio Parisi).  Neste seminário discutirei a contribuição dos ganhadores do Nobel para o desenvolvimento dos modelos climáticos e a origem das incertezas..

Prof. Pedro Leite da Silva Dias – IAG – USP

Graduação-Matemática Aplicada-USP/1974, PhD-Ciências Atmosféricas na Colorado State University/EUA-1979. Professor Titular no IAG/USP onde é docente desde 1975. Diretorias: (1) Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP (2017-2021; (2) Laboratório Nacional de Computação Científica/LNCC do MCT (2007-2015).

Membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Recebeu a Ordem do Mérito Científico do Ministério de Ciências Tecnologia e Inovação em 2002. Pesquisador visitante em importantes instituições de pesquisa e de operação em Meteorologia nos EUA (NCAR,NCEP). Foi pesquisador sênior do INPE e Chefe do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC)  (1988/1990). Membro do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) (1993-1996 e 2004-2007). Na Sociedade Brasileira de Meteorologia/SBMET foi Presidente (1992-1994) e Diretor Científico (2005-2007). Coordenador da Área de  Ciências Ambientais do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP entre 1996-2008. Cerca de 140 trabalhos científicos em revistas arbitradas e capítulos de livro e 220 trabalhos em congressos e artigos de divulgação. Orientou cerca de 70 mestres e doutores. Participou de comissões da Organização Meteorológica Mundial da ONU.

Áreas de especialização: aspectos teóricos da dinâmica da atmosfera e oceanos, modelagem e previsão numérica de tempo e clima; variabilidade e mudanças climáticas e o impacto ambiental. Aplicações da previsão de tempo e clima no setor energético e na agricultura.  Mais de 14.000 citações aos seus trabalhos:

 http://scholar.google.com.br/citations?hl=en&user=sJs905UAAAAJ

Leave a comment

Your email address will not be published.


*